sexta-feira, abril 03, 2009

Alguns nomes começam por R

"este mar ar
que navegamos
onde estamos
aqui
azul
onde vamos em luas de luar
e nuvens trespassadas
de cardos nocturnos
delirantes
aqui
sentados
à espera
que passem os pássaros
migradores
e seguir os argonautas"

Armando Correia, 2007

Quarta-feira, dia 1 de Abril, estava longe de aquela conversa de mar e pesca, de Peniche e alegrias seria uma despedida tão próxima. Dizia-me o Renato que estava mal, dizia que tinha as mãos frias, que eu em vão tentei aquecer. Sabiamo-nos amigos e eu sobretudo de tanta companhia que me fez e tanto que procurou saber os males raros que me afligiram há anos. Depois, vizinhos, cruzávamos-nos quase que diariamente. Pois foi por entre nabos, couves e hortaliças que nós dissemos adeus. O Renato disse-me que ainda tinha muito para falar sobre o Armando (Correia) e nos havíamos de encontrar.
Hoje ao ler o poema do Armando esperancei que se estivessem a encontrar.

Pedro Caldeira Cabral - Balada da Oliveira

3 comentários:

Anônimo disse...

Muito obrigado pelos poemas . Sentimos a falta do Renato e não poder estar com vocês é ainda mais doloroso ! Ele era um grande amigo .
beijinhos
Nadine e Eduardo Constantino

jvasco.fotografia disse...

Gostei muito de passar por aqui. Parabéns

Anônimo disse...

ezra marketable necessities usable prospect indexer bhardwajcs jars systran overgrown feedbacks
semelokertes marchimundui