sábado, abril 15, 2006





"E à alegria diurna descerro as mãos. Perde-se entre a nuvem e o arbusto o cheiro acre e puroda tua entrega. Bichos inclinam-separa dentro do sono, levantam-se rosas respirandocontra o ar. Tua voz cantao horto e a água - e eu caminho pelas ruas frias como lento desejo do teu corpo.Beijarei em ti a vida enorme, e em cada espasmo eu morrerei contigo. "


Herberto Helder

(Todas as fotografias que insiro sem nome são da minha autoria, quando são de outros autores refiro sempre o nome, contudo estas tinha guardado há uns tempos e não as consigo identificar.)

4 comentários:

Maria Clarinda disse...

Olá Mrgarida, não imaginas como depois de um mês de cama cheia de dores com uma ciática que me vai levar à faca...é bom estar a visitar o teu blog. Hoje dei uma vista de olhos, adorei, as fotos e os posts. Está lindo.Prometo ser uma leitora assidua, pois adoro tudo o que escreves.Um jinho

Maria Clarinda disse...

Há, se quiseres visitar-me estou aqui www.sombrasdemim.blogspot.com
Jocas

Susana Ferreira disse...

Olá Margarida, Só agora encontrei um momento bem tranquilo para poder usufruir de tudo quanto transmites no teu blogg.

Gosto muito das tuas fotos e dos textos que lhes vais associando.

Prometo que voltarei muitas vezes e gostaria de saber se posso colocar o teu link na minha página.

Beijinhos

estrela de papel disse...

Sa imagens são lindissimas.
beijos